Introdução ao Feng Shui

em 31 de outubro de 2019


Introdução ao Feng Shui

Feng Shui pronúncia em chinês: Fon Chuê ou Fon Chóe.

Feng Shui significa vento e água. É a ciência e arte chinesa, de origem filosófica taoista, que tem por objetivo organizar os espaços com o fim de atrair influências benéficas da natureza.
Tudo o que nos rodeia tem energia, também chamada de Qi ou Chi. 

O Feng Shui tem a função de harmonizar essa energia nos espaços para que ela possa fluir livremente.
O ambiente em que vivemos, ou até mesmo outros ambientes em que nos correlacionamos, pode influenciar nosso estado de espírito.

Existem lugares, pessoas e símbolos que nos influenciam negativamente, provocando mal estar e desconforto, mas também há outros meios que nos trazem um enorme bem estar.

O Feng Shui, com fundamento nos mesmos princípios da Medicina Tradicional Chinesa, estuda os campos de energia nas construções.

Muito antes do descobrimento dos campos magnéticos da Terra, os livros clássicos do Feng Shui já falavam de correntes de energia invisíveis, chamadas de "Qi". 

Através do Feng Shui, que significa "vento e água", pode-se determinar a organização e decoração mais favoráveis a um espaço, de modo a garantir que a energia vital ou "Qi" seja benéfica e relaxante para seus habitantes. 

Os fundamentos do Feng Shui são: os conceitos do "Qi", a energia vital; o Yin e Yang, os opostos complementares; os Cinco Elementos ou as cinco fases da energia; o I Ching, o livro principal de toda a sabedoria chinesa e o Ba Guá, o octógono com os oito trigramas onde se sintetizam e relacionam todos estes conceitos.

O I Ching – O Livro das Mutações – é considerado o livro mais importante sobre os processos de transformação da energia fundamenta o Feng Shui.

A história da origem do I Ching, que data de 1150-249 a.C., assume que tudo na natureza está em constante mudança. Daí a origem da palavra, em que “I” é um ideograma cujo significado é associado a “mutação”, “movimento”, e “Ching” refere-se a “livro clássico”. I Ching quer dizer, então, “livro das mutações”.

 O "I Ching" é, simultaneamente, um dos sistemas divinatórios e de significação mais complexos e elaborados que existe. A complexidade semiótica do sistema é, em tudo, superior à de sistemas como as runas nórdicas ou o tarot.

Yin Yang

Definição: Na cultura chinesa, par de forças ou princípios fundamentais do universo, ao mesmo tempo antagônicos e complementares, em perpétua oscilação de predominância (supremacia relativa ou passageira do yin ou do yang ), presentes nas manifestações orgânicas, psicológicas e sociais do ser humano e na dimensão inorgânica da natureza.

Assim, o princípio Yin-Yang é o masculino e feminino, positivo e negativo, claro e escuro, noite e dia, tudo e nada, ligado e desligado, visível e invisível, cheio e vazio, preto e branco, ganho e perda, saúde e doença, vida e morte, início e fim. A necessidade mútua entre os dois polos os torna interdependentes, ou seja, um não vive sem o outro.







Topo Astrologia