Introdução ao Feng Shui

em 31 de outubro de 2019


Introdução ao Feng Shui

Feng Shui pronúncia em chinês: Fon Chuê ou Fon Chóe.

Feng Shui significa vento e água. É a ciência e arte chinesa, de origem filosófica taoista, que tem por objetivo organizar os espaços com o fim de atrair influências benéficas da natureza.
Tudo o que nos rodeia tem energia, também chamada de Qi ou Chi. 

O Feng Shui tem a função de harmonizar essa energia nos espaços para que ela possa fluir livremente.
O ambiente em que vivemos, ou até mesmo outros ambientes em que nos correlacionamos, pode influenciar nosso estado de espírito.

Existem lugares, pessoas e símbolos que nos influenciam negativamente, provocando mal estar e desconforto, mas também há outros meios que nos trazem um enorme bem estar.

O Feng Shui, com fundamento nos mesmos princípios da Medicina Tradicional Chinesa, estuda os campos de energia nas construções.

Muito antes do descobrimento dos campos magnéticos da Terra, os livros clássicos do Feng Shui já falavam de correntes de energia invisíveis, chamadas de "Qi". 

Através do Feng Shui, que significa "vento e água", pode-se determinar a organização e decoração mais favoráveis a um espaço, de modo a garantir que a energia vital ou "Qi" seja benéfica e relaxante para seus habitantes. 

Os fundamentos do Feng Shui são: os conceitos do "Qi", a energia vital; o Yin e Yang, os opostos complementares; os Cinco Elementos ou as cinco fases da energia; o I Ching, o livro principal de toda a sabedoria chinesa e o Ba Guá, o octógono com os oito trigramas onde se sintetizam e relacionam todos estes conceitos.

O I Ching – O Livro das Mutações – é considerado o livro mais importante sobre os processos de transformação da energia fundamenta o Feng Shui.

A história da origem do I Ching, que data de 1150-249 a.C., assume que tudo na natureza está em constante mudança. Daí a origem da palavra, em que “I” é um ideograma cujo significado é associado a “mutação”, “movimento”, e “Ching” refere-se a “livro clássico”. I Ching quer dizer, então, “livro das mutações”.

 O "I Ching" é, simultaneamente, um dos sistemas divinatórios e de significação mais complexos e elaborados que existe. A complexidade semiótica do sistema é, em tudo, superior à de sistemas como as runas nórdicas ou o tarot.

Yin Yang

Definição: Na cultura chinesa, par de forças ou princípios fundamentais do universo, ao mesmo tempo antagônicos e complementares, em perpétua oscilação de predominância (supremacia relativa ou passageira do yin ou do yang ), presentes nas manifestações orgânicas, psicológicas e sociais do ser humano e na dimensão inorgânica da natureza.

Assim, o princípio Yin-Yang é o masculino e feminino, positivo e negativo, claro e escuro, noite e dia, tudo e nada, ligado e desligado, visível e invisível, cheio e vazio, preto e branco, ganho e perda, saúde e doença, vida e morte, início e fim. A necessidade mútua entre os dois polos os torna interdependentes, ou seja, um não vive sem o outro.





Você transborda Sheng Qi ou Sha Qi?

em 30 de outubro de 2019


Você transborda Sheng Qi ou Sha Qi?

As pessoas se revoltam e até fazem ouvidos moucos para assuntos que as tiram de suas zonas de conforto, por isso a mudança de vida que elas almejam não ocorre. E quando essa mudança não acontece, a pessoa sempre procura alvos para colocar a culpa – para ela todo mundo tem culpa no cartório, menos ela. 

Por se achar a santinha do pau oco, ela pega a primeira vítima que aparecer em seu caminho para dizer: “é culpa dele e não minha”, “o fracassado é ele, não eu”. O alvo, seja ele quem ou o que for, é o demônio da história.

Esses alvos geralmente são situações, pessoas ou objetos, vamos aos exemplos:

“Eu vivo nesta situação porque eu não tenho um emprego decente ou que me pague bem.”
“Eu torci o tornozelo por culpa do meu tamanco.”
“Eu não sou feliz porque eu moro numa casa maldita.”
“Eu tenho depressão porque meu marido me largou.”

Assim caminha a humanidade, mas a questão é que a moeda tem dois lados, no entanto a pessoa só olha para o lado que lhe é conveniente, por isso ela será sempre uma fracassada.

Nas postagens anteriores eu falei sobre descartar aquilo que não nos acrescenta, hoje quero dar encerramento ao assunto e passar para outro patamar: o da riqueza, abundância e prosperidade. 

Esse é um dos assuntos mais questionados e buscados e a partir de hoje vou ensinar todas as técnicas que trazem resultados fantásticos se forem seguidas ao pé da letra.

Mas já vou adiantando que se você ignorou os primeiros conselhos sobre fazer uma boa faxina na casa e no seu ambiente de trabalho (caso tenha a sua própria empresa), de nada vai adiantar você seguir os próximos passos, pois tudo o que nós vamos fazer a partir de hoje será acrescentar os objetos adequados e mudar algumas coisas dentro desse ambiente para finalmente fazer fluir a energia – se a parte da energia que estagna a casa não for retirada, haverá uma confusão de polaridades e aquilo que era para melhorar, acabará piorando.

Então se você não descartou os excessos de energias, essas técnicas de prosperidade não são para você.

A Movimentação da Energia

Sheng Qi e Sha Qi

A Energia vital Qi em seu fluxo natural e suave torna-se Sheng Qi e em velocidade ou estagnada torna-se nociva e é chamada de Sha Qi.

O Feng Shui nos ajuda a criar ajustes e correções para os desequilíbrios energéticos e o conhecimento do movimento da energia é fundamental. O nosso trabalho é entender o Sheng Qi, criar condições ambientais para recebê-lo, cultivá-lo e armazená-lo. A energia não pode ser contida e sim, conduzida. A ordem e a limpeza são fatores essenciais para o Feng Shui. Excesso de coisas acumuladas nos transmite uma sensação de opressão. Nossa vida precisa fluir livremente, assim como a energia em nossa casa, sem encontrar obstáculos.

De acordo com a visão chinesa as realizações humanas estão relacionadas ao Qi. Se entendermos a diferença entre Sheng Qi e Sha Qi e cultivarmos o Sheng Qi nos nossos espaços, nós teremos saúde e prosperidade. Se, ao contrário, desprezamos a interatividade entre todas as forças e permitirmos que o Sha Qi se acumule em nossos espaços, nós teremos perdas e muitas perturbações.

Exemplos de Sheng Qi:

️ Quando um jardim está limpo e florido está cheio de Sheng Qi.
️ Quando uma casa é limpa e bem cuidada está cheia de Sheng Qi.
️ Uma equipe de trabalho que opera com cooperação e fidelidade está cheia de Sheng Qi.
️ Uma comida perfumada e saudável está cheia de Sheng Qi.
️ Uma pintura que transmite paz e alegria está cheia de Sheng Qi.
️ Formas, cores e texturas suaves e harmoniosas estão cheias de Sheng Qi.
️ Pessoas saudáveis, alegres e ativas estão cheias de Sheng Qi.

Quanto mais Sheng Qi for acumulado em um espaço, mais seus habitantes sentirão sua benéfica influência.



O que fazer com os objetos de valor sentimental?

em 29 de outubro de 2019

O que fazer com os objetos de valor sentimental?

O que deixa a energia densa e estagnada dentro de casa são os objetos sem uso, quebrados, relógio parado, poeira e desorganização.

Roupas velhas, que não serve, jogadas de qualquer jeito e objetos de uso pessoal que já acumularam cheiro de mofo e estão amarelados pelo tempo e pela falta de uso, devem ser descartadas.

Caso você não queira descartar por ter uma afeição à peça, lave-a de tempos em tempos e a mantenha dobrada e guardada em uma caixa para que a energia não venha interagir com outras peças. Eu tenho alguns objetos de valor sentimental guardados no meu armário, mas eles são movimentados e lavados uma vez ou outra – nós devemos movimentar e energizar essas peças, no mínimo, duas vezes ao ano, sendo uma vez lavada e passada e a outra deverá ir para o varal tomar sol, a fim de tirar o cheiro forte que fica impregnado na peça.

Os objetos parados vão criando uma crosta de poeira e limo, por isso a necessidade de ser lavado à água ou a seco.

A peça que não pode ser molhada limpe-a com uma flanela e leve-a ao sol. É importante frisar que todo objeto precisa dessa limpeza para que a energia não fique retida ali.

Meias sem par, com furo ou sem uso devem ser descartadas, pois tudo aquilo que é usado para movimento e fica parado dá uma estagnada na vida – isso vale para os sapatos também.

Objetos quebrados, mas com valor sentimental, sinto muito em te dizer isso, mas para mim não há solução para o problema a não ser jogá-los fora. Se você não consegue descartar, basta pensar: esse objeto vai me acompanhar vida após a morte? Não vai, né? Então jogue fora sem dó.

Quer uma razão? Vou te dar duas!

A primeira é que se o objeto quebrou, rasgou ou trincou, significa que foi rompido algo na sua vida, é um mal que entrou e, que no momento em que quebrou, perdeu a força destrutiva que agia tanto no ambiente como nos seus caminhos. A energia negativa que trabalhava até então na sua vida foi absorvida por este objeto. Aqui vale também sobre o fato de os objetos guardarem muitas memórias das pessoas que vivem dentro da casa, mas este é um assunto a ser mais detalhado numa outra oportunidade.

A segunda razão é que o objeto quebrado pode ser maldito, de modo que alguém que quer muito o seu mal lhe dá um presente. Portanto, quando este objeto quebrar, nada de tentar restaurá-lo como os japoneses fazem – jogue no lixo, não recoloque e nem remende essa maldição na sua vida novamente. Há pessoas que ainda têm a sorte de colar o braço, a cabeça da imagem e dias depois o objeto quebra novamente, mas há pessoas que continuam condicionando sem saber essa maldição depois de fazer o remendo.

O kintsugi ou kintsukuroi é a arte japonesa de reparar com ouro objetos em cerâmica quebrados. Eu sou a favor dessa técnica só se o objeto em questão for uma peça a ser pesquisada pelos arqueólogos, caso contrário eu aconselho o descarte.







Acumuladores de Energia Densa e Seus Malefícios

em 28 de outubro de 2019


Acumuladores de Energia Densa e Seus Malefícios

O que os acumuladores de energia densa proveniente de entulhos provocam?

Relações conflituosas: casas onde têm muita bagunça acabam gerando brigas.

A pessoa está sempre em guerra mental: uma dualidade entre o bem e mal se instala o tempo todo na mente – hora a pessoa está bem, minutos depois, mal.

Os indivíduos se sentem cada vez mais entediados.

Amores não correspondidos.

Problemas conjugais, brigas em família.

Distúrbios femininos ou masculinos.

Problemas no trabalho, familiares e na vizinhança.

Dificuldades em ganhar dinheiro e/ou dificuldade com vendas.

Sensação de que o ambiente em que vive e descansa é pesado.

Distúrbios psicológicos e neurológicos.

Toda tipo de enfermidade, podendo até levar a morte por suicídio ou doença.


O que a limpeza de entulhos provoca?

As coisas passam a fluir e correr às mil maravilhas.

Entusiasmo, a energia começa a fluir dentro de si.

A pessoa passa a adquirir bens, aumenta o patrimônio com muita facilidade, pois as oportunidades vão se presentando constantemente.

Expansão profissional.

Cura emocional.

Um ambiente acolhedor a sua volta se manifesta.

No ambiente social, no trabalho e na vida pessoal as coisas começam a fluir.

A pessoa que até então tinha os pensamentos confusos, passa a pensar de forma ordenada, lógica e prática.

O padrão energético dos ambientes melhora a olhos vistos.

Integração do corpo e mente.

Coisas inexplicáveis começam a acontecer e tudo começa a fluir.

Uma onda de energia positiva se instala em todos os ambientes da casa e nas pessoas que convivem ali.

A pessoa sente a casa mais leve e tem uma profunda sensação de paz interior.

Acontece uma série ininterrupta de mudanças positivas.

O universo conspira tanto a seu favor que parece obedecer aos seus comandos. A hora é agora, dê fim às coisas que empacam a sua vida e se prepare para receber as coisas que virão num fluxo constante.


Acumuladores de Energias Nocivas

em 24 de outubro de 2019


Acumuladores de Energias Nocivas

Nestes dois posts Elimine da sua vida aquilo que não tem mais utilidade e É a atual desordem ou ordem das coisas que estagna ou desempata a sua vida falamos sobre os malefícios que os objetos sem serventia trazem para a nossa vida e para quem não acredita, basta estudar a fundo a filosofia do Feng Shui.

Hoje nós vamos falar sobre alguns acumuladores de energia densa no ambiente em que você vive ou trabalha.

Têm pessoas que são muito sinceras quando dizem que não acumulam roupas, sapatos e demais objetos. Mas mesmo assim a vida dela não muda e para descobrir a raiz do problema, é preciso uma investigação mais apurada. Nós não vamos falar aqui sobre todos os empecilhos, porque vamos deixar algumas questões pra serem tratadas com mais detalhes em outros posts específicos, mas, hoje, vamos dar ênfase aos lixos acumuladores de energia negativa.

Como já foi falado anteriormente, o acumulo de “lixo” traz maus fluídos nos ambientes da casa, seja ele proveniente da lixeira, do quarto da bagunça ou do acúmulo de objetos sem uso e sem utilidade. Vamos a eles.

Lixeira de cozinha e de banheiro

Esvazie as lixeiras todos os dias e não deixe nunca, jamais, em tempo algum, esse lixo de dejetos acumulados espalhando maus fluídos e mal cheiro no seu ambiente. Compre lixeiras pequenas, pois elas ficam cheias rapidamente e te obrigam a descartar o lixo com maior frequência.

As lixeiras devem ser de preferência acionadas pelo pé e ter tampa. Na cozinha, nunca deixe a lixeira perto do fogão (porque ele é símbolo de prosperidade segundo o Feng Shui), perto da geladeira e muito menos próximo do ambiente onde você prepara os alimentos (em cima da pia jamais). Ela deve estar de preferência do lado de fora da cozinha, mas se não for possível, o mais longe possível dos itens citados acima.


Quarto de dormir e quarto da bagunça

Quarto com muitas roupas jogadas em cima da cama, cama desarrumada, lençóis rasgados e manchados, objetos embaixo da cama, armários abarrotados de objetos sem uso, traz muita confusão para a nossa mente. A psicologia fala que o armário é a nossa cabeça e se o armário está bagunçado, o que sobra pra cabeça?

Aos poucos os nossos sentimentos se tornam confusos e até inadequados, o que nos traz desencorajamento, confusão, as emoções começam a ser reprimidas e entramos numa inquietação mental, mas não entendemos o motivo. Ficamos impacientes e apresentamos variações de humor – tudo isso é proveniente da bagunça que se instala no nosso quarto ou em toda a casa, mas não nos damos conta disso porque já estamos adaptados a vivermos assim. Como já foi dito anteriormente, esse é um tipo de mal que age à surdina, é silencioso e mortífero, mata lentamente nossos sonhos, a nossa alegria de viver, relacionamentos, prosperidade, saúde, até ceifar nossa vida por completo.

O quarto da bagunça é geralmente o depósito de coisas que a gente usa, na maioria das vezes, junto com as coisas que não merecem remendo, que deveria ir para o lixo assim que se quebra.

Nesse quartinho há a junção de duas energias que entram em atrito o tempo todo: o que presta e o que não presta. Aquilo que não presta, dê um jeito de descartar logo e aquilo que tem utilidade, deixe bem ordenado, de modo que ao precisar usar, você saiba onde encontrar. Não deixe o local acumular pó e nem mofo, limpe ao menos uma vez na semana o temível quartinho da bagunça.

Acumulo de lixo na garagem e na entrada da casa

Isso vale tanto para os sacos de lixos que ficam na rua à espera da coleta, como restos de areia, tijolo, acúmulos de objetos ou móveis que não cabem dentro de casa e ficam ali, só acumulando pó.

Lixo e objetos parados que não são removidos no tempo exato bloqueiam a entrada e a circulação de energias dos ambientes. O que acontece é que a felicidade ou a oportunidade chegam e tentam bater à sua porta, mas vão embora porque pensam que ali há excessos demais, levando, assim, a proposta ou sorte para quem não as impede de chegar, para alguém que está pronto para o novo, porque deixou o velho ir embora.

E digo mais, bloquear as entradas da casa é ver o dinheiro ou vendas minguando. Não acredita? Então comece a fazer uma análise de sua vida, se isso não for o suficiente, investigue a vida de uma pessoa que tudo flui e perceba que ela é uma pessoa que está sempre doando coisas, faxinando a casa, movimentando os objetos, ordenando-os.

Às vezes você não acumula roupas velhas e sapatos furados, mas junta contas de energia e de água que já venceram o prazo de validade (após cinco anos podem ser descartados). Você também guarda santinhos, convites de casamentos, missa de sétimo dia, chá de bebê, comprovantes desnecessários, canetas sem carga, embalagens vazias, uma infinidade de papéis espalhados pelas gavetas e vai acumulando caixas e mais caixas que parecem dar crias – isso tudo são estagnadores de energia, jogue fora o quanto antes. Mas não faça como eu, que, numa ânsia de “me livrar destes encostos ”, joguei meu CPF fora – mas isso foi há muito tempo, quando ainda era produzido em papel. E se você não quer desfazer dos comprovantes, ao menos deixe-os organizados.

E para encerrar, outros dois itens que não pode passar batido e que você nem se dá conta de que podem ser prejudiciais: bolsa e carteira desorganizada.


É a atual desordem ou ordem das coisas que estagna ou desempata a sua vida

em 23 de outubro de 2019


É a atual desordem ou ordem das coisas que estagna ou desempata a sua vida

Hoje nós vamos dar prosseguimento ao tema da última postagem.

Quando a gente fala sobre eliminar o que não tem mais utilidade, é tudo aquilo que se acumula na sua casa e no seu ambiente de trabalho que você guarda achando que um dia irá precisar, mas passa os dias, vira o ano, vira a década e até o século e aquilo ainda continua lá, ocupando espaço.


Muitas pessoas não têm onde colocar mais roupas e sapatos, mas continuam acumulando e não passam adiante aquela vestimenta que já nem serve mais, pois jura que vai emagrecer – e o pior, a roupa já saiu de moda faz tempo e se brincar não presta nem para doação, mas a pessoa se apega àquilo, que nem valor sentimental tem, e não desfaz nem a custa de reza brava.

Perfumes, esmalte e batons vencidos há anos continuam ali só ocupando espaço e acumulando derrotas, e eu te pergunto: pra quê?

O pior é quando a pessoa não acha onde colocar objetos e enfia embaixo da cama... essa prática comum traz um mal para a vida dela que ela não faz ideia.

O acúmulo de coisas serve apenas para centralizar e condensar energia – no caso, energia negativa, afinal, tudo que é demais, passa. O depósito de coisas sem serventia, desordenadas e jogadas de qualquer jeito, de modo que ao procurar pelo objeto você nem sabe onde está de tanta desordem que encontra pelo caminho, serve apenas para criar desconexão com o resto do ambiente em que vive e também no seu interior. Entenda melhor o que quero dizer.

Coisas e objetos inúteis acumulados num quarto, em qualquer área da casa e até mesmo num depósito, onde traças, baratas, ratos e escorpiões fazem a festa, além de ser muito perigoso para a saúde humana, vira uma aglomeração de energia densa concentrada que a pessoa não consegue perceber, mas, inconscientemente, essa energia aparentemente inofensiva vai modificando o estado psicológico do indivíduo lentamente, falo isso a título de experiência.

Esses entulhos centralizam essa energia dentro de si e produzem modificações emocionais, de modo que a pessoa sente um peso e um cansaço físico que ela não sabe de onde vem – mal sabe ela que o inimigo está ao lado e neste novo nível de funcionamento mental em que ela vai adentrando, ela pode acumular aumento de peso (engorda sem se dar conta e ela nem é tão gulosa assim), solidão, depressão, desânimo, nervosismo, síndrome do pânico, entre outras patologias.

O nível de energia da pessoa vai ficando cada vez mais baixo e aos poucos outros problemas maiores começam a surgir, como brigas familiares, dívidas, dinheiro que não entra, desemprego, laços de amor e de amizade desfeitos, falência financeira e falência de órgãos (já tratei pessoas que tiveram que ser transplantadas) e se a pessoas não jogar fora aquilo que não lhe acrescenta mais nada, ela adoece e morre sem saber a razão – uma pessoa que antes era sadia, tinha tudo para ser feliz, com o acúmulo de coisas inúteis, perde até a vontade de viver. Isso não se dá num curto espaço de tempo, é algo que vai minando a sua vida de forma silenciosa e, com o passar dos anos, começa a cobrar o débito de tudo aquilo o que você acumulou, de forma que ele vem em forma de miséria, choro, doenças e dor.

É a atual desordem ou ordem das coisas que estagna ou desempata a sua vida, se você não acredita em mim faça o teste e tire a prova dos nove.

Descarte objetos e roupas sem serventia, papéis, livros, revistas e tudo aquilo que está encostado há anos e que você nem sabe que tem, de tão velho e bem guardado que está. Caso tenha valor sentimental para você, não descarte até ler a postagem referente a este assunto.

Se você é uma pessoa imediatista, que quer tudo para ontem, esse é o primeiro grande passo que você deve dar – pode ter certeza que na mesma semana algo que você quer muito vai acontecer e se você não acumular mais objetos inúteis, as coisas vão continuar fluindo e o que antes não acontecia, agora vai acontecer, e aí você se pergunta como pode.

É aquela velha história: para encher um copo com água nova, é preciso, primeiro, descartar a velha.

Veja os exemplos que o Mestre Jesus nos deixou:

Ninguém deita remendo de pano novo em roupa velha; doutra sorte o mesmo remendo novo rompe o velho, e a rotura fica maior.
E ninguém deita vinho novo em odres velhos; doutra sorte, o vinho novo rompe os odres e entorna-se o vinho, e os odres estragam-se; o vinho novo deve ser deitado em odres novos. (Marcos 2:21-22)

Se o Mestre falou, quem sou eu para contestar!






Elimine de sua vida aquilo que não tem mais utilidade

em 21 de outubro de 2019



Elimine de sua vida aquilo que não tem mais utilidade

Hoje eu quero relatar a história de uma antiga cliente minha.
O primeiro trabalho que eu fiz no ambiente de trabalho dela foi no ano de 2008. Sua loja era conjugada com a casa e os negócios dela iam de mal a pior. Durante a consulta, ela relatou que tudo o que ela queria era que entrasse novas mercadorias em sua loja, o que não estava ocorrendo naquele momento.

A loja dela tinha dois tipos de produtos, novos e usados – quando ela montou a loja era apenas um brechó e com o tempo ela foi acrescentando mercadorias de primeira linha.

Acontece que os produtos mais procurados no brechó eram roupas infantis, roupas masculinas, manequim acima de 44 e principalmente calça jeans (todos produtos usados), e por falta de mercadoria, o faturamento dela havia caído muito.

Logo após o relato dela, dei uma verificada na loja e na casa e percebi três grandes erros: na loja tinha excesso de roupas e pouco espaço, havia muito produtos amontoados em cima do balcão, mostrando certa desorganização, e no provador tinha um espelho quebrado.

Era na casa dela que estava o problema maior – todos os cômodos eram de uma desordem assustadora, sabe aquela bagunça que nos deixa aflita, de quando existe entulho em excesso parecendo que um vendaval passou por ali e você nem sabe por onde começar?

Eu sabia que se a bagunça fosse arrumada naquele dia, no dia seguinte as coisas estariam desarranjadas novamente, porque ela era uma pessoa desordeira, não havia solução para aquela situação, ao menos não naquele momento. Para mudar o arquétipo do bagunceiro para o ordeiro leva-se muito tempo, é necessário um trabalho psicológico profundo e ela queria um resultado imediato, pois as contas não esperam, sem falar que ela estava com dois talões de energia vencidos e prestes a ficar sem luz, então me concentrei em um único ponto, aquele mais problemático. Na casa havia três quartos: o dela, o dos filhos e um que era o quarto de “bagunça”, onde se concentrava o fluxo de energia negativa – não tinha como andar nesse quarto, de modo que para fazer a limpeza ali seria preciso tirar os objetos que estavam impedindo a passagem.

Eu mesma me encarreguei de fazer a limpeza e essa minha cliente me disse que ali tinha muito trapo velho que ela queria desfazer fazia tempo, mas a correria diária era um empecilho para a realização da faxina.

Eu disse que eram aqueles entulhos que estavam impedindo a entrada de mercadoria e a movimentação da loja e, consequentemente, a entrada de dinheiro.

Ela me deu carta branca para fazer a faxina e eu fiz o seguinte trato com ela: as roupas que estavam ali teriam que sair de qualquer jeito, nada de colocá-las no brechó, já que lá também estava com excesso de roupas – as roupas rasgadas iriam para o lixo e, dependendo do estado, poderiam ser doadas e as boas seriam vendidas a preço de banana para outra concorrente dela e assim foi feito. Comecei o processo de limpeza por volta das 10 horas da manhã, às 13 horas já estava tudo finalizado – dava gosto de ver e, acredite ou não, o milagre aconteceu naquele mesmo dia, eu sabia que o resultado seria rápido, mas não imaginei que fosse em tempo recorde, o mais engraçado é que eu estava lá para presenciar e guardar na memória para o resto da vida aquele momento mágico.

Estávamos na sala conversando, quando a funcionária da loja disse que tinha uma moça querendo falar com ela, e lá fomos nós ver o que a tal moça queria. Ali estava a solução do problema que ela vinha enfrentando há tempos – a moça perguntou se ela estava comprando roupas usadas e a minha cliente disse que sim, e quando ela começou a esvaziar as sacolas em cima da bancada, quase não acreditamos no que nossos olhos viam, ela tinha umas 20 calças jeans todas em ótimo estado de conservação e numeração 44 (exatamente o número mais procurado na loja), pela aparência da moça dava para ver que ela era de classe média alta e tinha muito bom gosto, além das calças ela tinha várias blusas que também tinham excelente saída e para encerrar ela trouxe outra sacola cheia de vestidos infantis.

Ela comprou toda mercadoria e passado um mês após a limpeza do “quartinho da bagunça”, o fluxo de clientes na loja dela aumentou tanto que ela finalmente conseguiu fazer a reforma que ela estava planejando há anos e a loja dela ficou exatamente da forma que era para ficar. Passado mais um tempo, ela comprou uma mercadoria de uma loja que havia fechado a preço irrisório e abriu uma loja de roupas novas na parte central da cidade e, logo depois, ela conseguiu comprar um terreno que era praticamente impossível de acontecer devido às dificuldades da primeira entrada, mas tudo contribuiu para dar certo e só com esse arranjo a vida financeira dela começou a fluir. Portanto, se você espera alcançar bons resultados na sua vida financeira, o primeiro passo é jogar fora tudo aquilo que não tem mais serventia, porque o velho saindo terá espaço para o novo, pense nisso.

Ao longo do meu trabalho vi muitos milagres como este acontecerem – esse aconteceu poucas horas depois, mas, acredite, o resultado vem e com muita rapidez. Se no prazo máximo de uma semana não acontecer nada em sua vida, é porque ainda há excessos.

Na próxima postagem darei mais detalhes de como as coisas desnecessárias na nossa vida se tornam verdadeiras barreiras para a realização de desejos e sonhos.


Topo Astrologia